Plantão
Petrolina

Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino: participação de mulheres à frente de novos negócios

Publicado dia 18/11/2021 às 20h36min
Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino: participação de mulheres à frente de novos negócios vem crescendo no Brasil

Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino: participação de mulheres à frente de novos negócios vem crescendo no Brasil
Sicredi investiu R$ 65,9 milhões em apenas três meses em negócios geridos por mulheres no Nordeste e no Pará

O Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino é celebrado nesta sexta-feira (19). A data, criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em conjunto com instituições de defesa do direito das mulheres, visa debater a inserção das mulheres no mercado de trabalho e, mais especificamente, estimular a criação de negócios geridos por elas.

No Brasil, a quantidade de mulheres empreendedoras vem crescendo anualmente. De acordo com dados do Global Entrepreneurship Monitor, o país tem cerca de 30 milhões de mulheres gerindo seus próprios negócios - o que representa um crescimento de 40% em 2020, segundo a Rede Mulher Empreendedora.

Esse crescimento exponencial no número de mulheres empreendedoras se deve, em grande parte, à pandemia: com o fechamento de postos de trabalho, muitas pessoas tiveram que começar um negócio próprio para se manter no mercado. Para Wellington José da Silva, diretor executivo do Sicredi no Norte/Nordeste, a situação adversa provocada pela pandemia se transformou em oportunidade para muitas mulheres.

SICREDI APOIA EMPREENDEDORISMO FEMININO 

O Sicredi oferece suporte financeiro e profissional às suas associadas, como medida que visa auxiliar a empreendedora em seus primeiros passos e até mesmo para aquelas que já possuem certa experiência no segmento. Em todo o Nordeste e no estado do Pará, o Sicredi investe em projetos geridos por mulheres, estimulando a economia local e viabilizando a autonomia financeira feminina.

De junho a setembro deste ano, o Sicredi liberou um quantitativo superior a R$ 65,9 milhões em operações efetuadas em todo o Nordeste e no estado do Pará para empresas com mulheres em seus quadros societários.

“Das nossas 65 mil associadas, 2.194 possuem participação acionária em alguma empresa dos mais diversos portes. Destas mulheres, 178 são sócias em mais de uma empresa. Para dar o suporte adequado, nossa equipe é capacitada para dar consultoria financeira, conforme o perfil de cada associada, e para viabilizar o apoio financeiro que cada uma precise para começar a empreender ou até mesmo manter seus empreendimentos financeiramente salutar”, ressalta Wellington da Silva, diretor executivo do Sicredi no Norte/Nordeste.

Além disso, o Sicredi apoia diversos movimentos que incentivam a inclusão das mulheres e sua representatividade no mercado de trabalho, como o Comitê Mulher, um programa nacional para potencializar esse debate no cooperativismo.

“O Comitê Mulher é uma importante ferramenta que engloba um conjunto de ações que buscam promover a equidade de gênero, o empoderamento e a capacitação de mulheres para que elas possam participar da gestão em todos os níveis da organização e aumentar a sua representatividade no cooperativismo de crédito”, conclui Wellington da Silva. Clas Comunicação e Marketing

Fonte: Clas Comunicação e Marketing